CotidianoNews

Acampamento Inclusivo: Chuva de Meteoros será vista por telescópios na oficina de observação dos astros

Chuva de Meteoros

Para assistir a chuva de meteoros Geminídas, considerada a mais espetacular neste ano de 2023,no hemisfério norte,  cujo pico para observação será na noite do dia 14 de dezembro, com previsão máxima de 120 meteoros, a grande oportunidade é participar  do Acampamento Inclusivo que estará sendo realizado na Baía da Traição entre os dias 13 a 15 de dezembro, da oficina de ‘Observação dos Astros’ com a  utilização de vários telescópios feitos por reeducandos do projeto Esperança no Espaço que estarão disponíveis para os interessados que queiram conhecer os planetas, as constelações e suas estrelas principais.

O projeto Esperança  é da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap-PB), idealizado e conduzido pelo diretor da Cadeia de Esperança, o policial penal Lindemberg Lima, a partir de junho de 2022. Trata-se do projeto de reinserção social “Esperança no espaço” que consiste no desenvolvimento da educação para astronomia.

Lindemberg Gonçalves Lima, que nas horas vagas, também é astrônomo amador. Mas claro que, para a ideia se tornar uma realidade, ele precisava provar a viabilidade do projeto. E para isso, ele resolveu investir seus próprios recursos para comprar os espelhos e envolver alguns detentos na construção do tubo e da base do seu primeiro telescópio.

Os telescópios são confeccionados com materiais de sobra de madeira das indústrias de móveis, tubo de PVC de 150 mm, cape de esgoto, cabo de vassoura, raio de bicicleta, cano de PVC normal, além do uso de  laser, os espelhos e as lentes oculares.  Os equipamentos que permitem ver objetos distantes até 30 milhões de anos luz da terra, dá para ver quase todos os planetas do sistema solar, galáxias, aglomerados globulares, aglomerados abertos, nebulosas serão disponibilizados aos participantes para vivenciarem essa atividade astronômica bastante  curiosa.

Cada equipamento mede 203 mm de diâmetro com distância focal de 1.600 mm. São telescópios de alta qualidade até superiores a diversos modelos do mercado. “Nas áreas rurais, onde há menos poluição luminosa, com o nosso telescópio podemos ver objetos distantes até 30 milhões de anos luz da terra, dá para ver quase todos os planetas do sistema solar, galáxias, aglomerados globulares, aglomerados abertos, nebulosas, tudo depende da condição luminosa do céu”, revela Lindemberg.

Sobre a Chuva de Meteoros- Gemínidas, são chuvas de meteoros causadas pelo objeto 3200 Faetonte, que acredita-se ser um asteroide da família Palas, com uma órbita de “cometa rochoso”. Isto faz das Gemínidas, junto com as Quadrântidas, as duas principais chuvas de meteoros que não se originam de um cometa.

Diferentemente da grande maioria das chuvas, gerada por resquícios da passagem de cometas, ela é formada por detritos do asteroide 3200 Faetonte. Por serem mais densas que o “normal”, as pequenas rochas espaciais viajam lentamente ao entrar em nossa atmosfera, gerando rastros duradouros e até bolas de fogo esverdeadas.

Projeto Esperança no Espaço- O nome da cidade, onde esse projeto vem sendo desenvolvido, não poderia ser mais apropriado: Esperança. Esperança é uma cidade no Agreste Paraibano distante 159 Km da capital João Pessoa. Esperança também é a palavra que resume nosso sentimento ao conhecer essa ideia tão inovadora e inspiradora. E com o apoio de Paula Frassinetti, a ideia de Lindemberg se transformou no projeto que também não poderia ter um nome mais adequado: Esperança no Espaço.

O Acampamento Inclusivo é promovido pela Associação Nacional para Inclusão Digital (ANID), pela Secretaria de Educação da Baía da Traição e pelo Governo do Estado da Paraíba, com apoio da Prefeitura Municipal da Baía da Traição, do Comitê Gestor da Internet no Brasil (cgi.br) e do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (nic.br). As inscrições podem ser feitas pelo site do evento https://www.acampamentoinclusivo.org.br/2023/

Assessoria

Ana Celia Macedo
Ana Célia Macêdo é bacharela em Comunicação Social, com habilitação em jornalismo, pela Uninassau João Pessoa (PB) e Teóloga pela Faculdade Internacional Cidade Viva (PB). É membro da Abrajet e da API. Por sete anos foi editora do site de Comunicação para o Turismo e revista O Concierge. Também idealizou e produziu o Fórum Estratégias Inteligentes para um Turismo Ágil (Eita). Ana Célia, adora contar histórias, viajar e escrever sobre suas experiências de viagens dentro e fora do Brasil e por causa disso criou o blog Minuto Turismo, onde também escreve sobre sustentabilidade, economia criativa, produção associada ao Turismo e sua cadeia produtiva. Simultaneamente, a jornalista atua como assessora de imprensa, bem como desempenha atividades de produção intelectual. Ela é pesquisadora no campo da inovação para o Turismo, seu projeto Guias de Turismo em Rede, foi selecionado para participar do Incoday, junto a outras 13 ideias de projetos de pesquisa e desenvolvimento em colaboração, do Brasil e exterior. O Projeto, ou seja, a plataforma “We Guide” (Solução para contratação do serviço do guia de turismo), também foi selecionada para compor as 12 startups iniciais do Parque Tecnológico Horizontes de Inovação em João Pessoa na Paraíba. Contato: ana@minutoturismo.com.br

Deixe um comentário