AviaçãoNews

Azul passa a transportar pets em voos internacionais

Novo serviço, que já está disponível em voos para Lisboa, terá como foco aprimorar a experiência de clientes que desejem viajar com seus bichinhos

Internet / divulgação

A Azul passou a disponibilizar o “Pet na Cabine” para quem vai embarcar com a companhia rumo a Lisboa, em Portugal. O novo serviço, disponível desde o início de agosto, também é oferecido em viagens dos Estados Unidos e da Europa para o Brasil.

Durante os voos da Azul, pelo valor de 150 euros ou dólares, o animal de estimação é transportado na cabine da aeronave junto ao dono. O embarque é restrito somente aos voos da companhia, não sendo permitido transferi-lo entre outras aéreas e o viajante poderá solicitar o serviço apenas pelo callcenter da companhia.

“A Azul tem como sua missão principal proporcionar a melhor experiência de voo. Fiéis parceiros do ser humano e cada vez mais presentes na vida das pessoas, as viagens também passaram a serem planejadas hoje na companhia dos bichinhos”, disse Henrique Barone, gerente de Produtos e Serviços da Azul.

“Acredito que este novo serviço ‘pet friendly’ da Azul poderá ser, sim, um fator determinante na hora de os consumidores escolherem a companhia na qual irão viajar”, afirmou Barone.

Regras para levar pets nos voos da Azul

Antes de o cliente embarcar com o cachorro ou gato de estimação, é preciso que ele apresente documentos e observe uma série de regras, além de efetuar o pagamento relativo à taxa do transporte aéreo do bichinho. O serviço também será oferecido a Clientes da Azul Business a partir de setembro.

Cada passageiro tem o direito de levar apenas um animal durante o voo. A bordo são permitidos até cinco animais domésticos (cães e gatos) por voo, desde que tenham mais de quatro meses de idade e sejam transportados com segurança e em embalagem apropriada.

O peso total (animal mais container) deve ser de, no máximo, sete quilos e o bichinho deverá estar limpo, saudável e sem apresentar odor desagradável. [É necessário também  levar o comprovante da vacinação antirrábica, com o nome do laboratório produtor, o tipo da vacina e o número da partida/ampola utilizada.

Ana Celia Macedo
Bacharela em Comunicação Social, pela Uninassau João Pessoa (PB). É Jornalista especializada em Turismo e membro da Associação Brasileira de Jornalistas e Escritores de Turismo seccional Paraíba (Abrajet PB). Durante sete anos foi editora do site de Comunicação para o Turismo, O Concierge, por onde também lançou a revista com o mesmo nome e idealizou e produziu o Fórum Estratégias Inteligentes para um Turismo Ágil (Eita). Adora contar histórias, viajar e escrever sobre suas experiências de viagens dentro e fora do Brasil e por causa disso criou o blog Minuto Turismo, onde também escreve sobre economia criativa, produção associada ao Turismo e sua cadeia produtiva. Simultaneamente, Ana Célia atua como assessora de imprensa e de comunicação, bem como na produção intelectual, escrevendo textos para livros e revistas, blogs, sites, e-books, podcasts, spots, palestras, copy, cursos on-line, projetos e relatórios. Comprometida com a transformação social e espiritual do ser humano, ano passado, se tornou graduanda em Teologia na Faculdade Internacional Cidade Viva João Pessoa (PB). Contato: ana@minutoturismo.com.br

Deixe um comentário