CulturaNews

Coletânea do SG Jazz festival tem lançamento garantido em todas as plataformas digitais

Em dois dias o evento já somava mais de quatro mil visualizações, o que mostrou o público fiel da música instrumental, e teve alcance por todo o planeta. O feedbackainda repercute nas redes sociais.     

Na próxima quinta-feira (10) de junho, será lançada em todas as plataformas digitais a coletânea do SG Jazz Festival, que aconteceu em março deste ano. O álbum contém 12 faixas, sendo duas de cada grupo que participou do Festival.

E foi nessa energia de celebração que a dupla resolveu dar mais um desdobramento para a iniciativa que é justamente a coletânea. “Os grupos tiveram a liberdade de escolher as duas músicas do repertório para compor a coletânea, a partir daí o material foi remasterizado para chegar às plataformas de áudio com qualidade”, explica Gallo, idealizador e diretor musical do Festival.

Gallo, ainda disse que o Festival foi uma celebração da música instrumental. “Recebemos os músicos que também são parte da história do estúdio, e a gente consegue provar mais uma vez a qualidade da música produzida aqui, e precisamos mostrar para mais gente, alcançar ainda mais plateias, ainda tem muita coisa boa a ser ouvida, e vamos continuar trabalhando para essa visibilidade”, vibrou.

A produtora do Festival, Renata Moura, disse que “o sucesso do evento superou as expectativas, e isso os motivou a proporcionar outra possibilidade das músicas e dos grupos serem ouvidos por todo lugar, e por isso veio a ideia da coletânea, que foi prontamente aprovada pelos participantes”, concluiu.

Sobre o SG Jazz Festival

Teve sua primeira edição exibida nos dias 26 e 27 de março de 2021 pelo YouTube. A iniciativa é fruto da parceria de dois importantes agentes culturais da Paraíba: Renata Mora, da Trato Assessoria e Produção Cultural e de Sergio Gallo, conhecido músico proprietário do SG Studio Digital – estúdio mais antigo da cidade que faz parte da história da música da Paraíba.

Sobre o repertório da coletânea: 

Quinteto da Paraíba: O repertório da coletânea começa com um clássico da música instrumental internacional The Entertainer (Scott Joplin) , executada de forma primorosa e refinada pelo Quinteto da Paraíba, e segue com eles na música Auto do Congos do ilustre paraibano Pedro Osmar em parceria com Lenine

 Capitaneado por Sergio Gallo, o WMC Música  apresenta nesta coletânea um  jazz sofisticado em duas músicas autorais vão tomando uma proporção musical crescente com o quarteto instigado mostrando sua potência… são elas: Elements de Sergio Gallo e Bakthi do guitarrista Anderson Mariano.

 Zé Filho sempre com sua impactante guitarra escolheu para a coletânea duas composições próprias que mostra  com muita categoria e versatilidade o rock in roll produzido no nordeste brasileiro, as faixas 5 e 6 são  Opening e Antique.

 O Quinteto Uirapuru apresenta a música Chibanca do baixista Hercílio Antunes, que já foi gravada com o maestro Sivuca. A segunda faixa é de autoria de Rucker Bezerra e Rodrigo Eloy- primeiro e segundo violino- e traz o frevo tocado nas cordas mágicas do grupo.

 O Sexteto Tabajara que lançou seu último trabalho durante o Festival,  chega reforçando a identidade cultural e as influências da cultura popular nordestina em duas faixas:: Danças de Terreiro e Sertão Estrela , dos irmãos Emanoel Barros e Marlon Barros, respectivamente.

Fechando o álbum com chave de ouro, o Grupo Pé de Choro traz dois choros autorais: Chorando em Cuiabá, de Eduardo Fiorussi e De Louveira a Campo Limpo de Jader Finamore, que chegam no simbólico do povo brasileiro e remete ao ouvinte a delícia de estar em qualquer numa roda de autêntico chorinho.

 

Ana Celia Macedo
Bacharela em Comunicação Social, pela Uninassau João Pessoa (PB). É Jornalista especializada em Turismo e membro da Associação Brasileira de Jornalistas e Escritores de Turismo seccional Paraíba (Abrajet PB). Durante sete anos foi editora do site de Comunicação para o Turismo, O Concierge, por onde também lançou a revista com o mesmo nome e idealizou e produziu o Fórum Estratégias Inteligentes para um Turismo Ágil (Eita). Adora contar histórias, viajar e escrever sobre suas experiências de viagens dentro e fora do Brasil e por causa disso criou o blog Minuto Turismo, onde também escreve sobre economia criativa, produção associada ao Turismo e sua cadeia produtiva. Simultaneamente, Ana Célia atua como assessora de imprensa e de comunicação, bem como na produção intelectual, escrevendo textos para livros e revistas, blogs, sites, e-books, podcasts, spots, palestras, copy, cursos on-line, projetos e relatórios. Comprometida com a transformação social e espiritual do ser humano, ano passado, se tornou graduanda em Teologia na Faculdade Internacional Cidade Viva João Pessoa (PB). Contato: ana@minutoturismo.com.br

Deixe um comentário