CulturaNews

Geraldo Correia e Zé Calixto foram os homenageados no encerramento do Festival São João na Rede Paraíba

Na edição Paraíba, foram reverenciados mestres como; Sivuca, Pinto do Acordeon, Dejinha de Monteiro e Marinês

Com uma linda homenagem aos sanfoneiros Geraldo Correia e Zé Calixto, o São João na Rede Festival encerrou nesta quinta-feira (17), de junho. Foram cinco dias de muito forró e alegria, com a participação de um público exigente, que ama as festas juninas. Durante toda a programação o evento foi transmitido ao vivo pelo YouTube.

Brilharam no palco do SãoJoão na Rede FestivalEdnardo do Acordeon  de Catolé do Rocha, Biliu de Campina, Dudamax e Forró do Bakulejo  de Cuité, João Calixto e Luizinho Calixto  de Campina Grande e a Orquestra Sanfônica Balaio Nordeste  de João Pessoa.

Homenageados no enceramento

Geraldo Correia, sanfoneiro conhecido em todo o país, era especialista na sanfona de 8 baixos e na sua trajetória musical se apresentou ao lado de grandes personalidades da música brasileira, como Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Genival Lacerda e Zé Calixto. Geraldo Correia morreu em 2020, aos 94 anos, em Campina Grande. A causa da morte do artista não foi divulgada pela família.

Zé Calixto, sanfoneiro e artesão dos oito baixos e ídolo do forró junino. Artista paraibano foi referência pela obra alicerçada nos anos 1960 e 1970. Tocou ao lado de grandes nomes do forró, entre eles, Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro. O músico também se apresentou várias vezes no São João de Campina Grande. Calixto contava que o interesse em tocar o instrumento começou desde a infância, aos oito anos, quando via o seu pai tocar fole. Zé Calixto sofria de Alzheimer e aos 87 anos em 2020 morreu em decorrência da doença.

Para a produtora e apresentadora do São João na RedeFestival, Suelen Garcez, o evento teve sua expectativa alcançada, o que envolveu o trabalho em muitas cidades do interior da Paraíba e um equilíbrio em relação aos articuladores regionais, sem contar com a  uma participação massiva do público. “Ultrapassamos o número de inscrições, o que foi bastante positivo, do mesmo modo, alcançamos um público diverso e abrangente em relação à faixa etária, dentro e fora do Brasil”, revelou Garcez.

Ainda de acordo com Suelen Garcez, a resposta e a interação do público que assistiu ao vivo foi excelente. “Eu sou uma apaixonada pela cultura nordestina, me vesti como personagem na hora de apresentar e o público respondeu muito bem. Este também foi um dos fatores do sucesso do São João na Rede”, concluiu.

Nesta edição, que aconteceu de 13 a 17 de junho, foram homenageados, Sivuca, Pinto do Acordeon, Dejinha de Monteiro, Marinês, Geraldo Correia e Zé Calixto.

As atrações, de toda Paraíba foram; De Itabaiana, Forró do Carrité; De Caldas Brandão, Forró D+; De Areia, Xote Jeito Manhoso; De Guarabira, Dicinho e Banda; De Campina Grande, Abdias do Acordeon, Banda Caactus, Marcos Farias e Sabrina Vaz, Biliu de Campina, João Calixto, Luizinho Calixto; De João Pessoa, Glorinha Gadelha, Caçuá, Os Filhos do Forró, Os filhos de Pinto do Acordeon, Orquestra Sanfônica Balaio Nordeste; De São José do Bonfim, Trio Quentura do Forró.

De Santa Luzia, Luiz Bento, Santino Braz e Os 3 do Forró; De Patos, Jaelson Gomes; De Monteiro, João Durão, Xote Universitário; De Sumé, Gabriel do Acordeon; De Cuité, Lulinha do Acordeon e os Arrochados do Forró, Dudamax e Forró do Bakulejo; De Juru, Luiz do Acordeon; De Princesa Isabel, Estrela Musical; De Itaporanga, Alvorada Nordestina; De Cajazeiras, Lucineide do Acordeon; De São José de Piranhas, Mauricio do Acordeon, Geraldo Mãozinha e Forró Pé de Serra; De Catolé do Rocha, Assis Rosa e Trio Catolé , Ednardo do Acordeon.

A primeira fase do São João na Rede Festival edição Paraíba, foi apresentada por Suelen Garcez, que junto com Paulo Meneses, dividiram a produção executiva do evento. O projeto é uma realização da Associação Cultural Balaio Nordeste e do Fórum Nacional de Forró de Raiz, com a parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura da Paraíba (Secult PB), que possibilitou a participação de grupos de várias cidades do estado.

O São João na Rede Festival segue durante todo o mês de junho e acontece em várias cidade do Brasil

Sobre o São João na Rede Festival

Criado em 2020 em virtude da pandemia da Covid-19, o Festival foi aprovado por grandes astros da música, que entraram na campanha de divulgação do evento, a exemplo de Elba Ramalho, Gilberto Gil, Lucy Alves, Anastácia e Del Feliz, que usaram suas redes sociais para mobilizar o público. O nome do Festival foi inspirado na ideia de vincular o termo ‘rede’ à nossa tradicional rede de descanso nordestina, à rede de relações interestaduais e à internet. A primeira edição foi realizada pela Associação Balaio Nordeste, Fórum Nacional Forró de Raiz e a Associação Respeita Januário, além de outras comunidades do Forró.

Sobre a Associação Cultural Balaio Nordeste

A Associação, que tem como presidente e fundadora a gestora cultural Joana Alves, contribui, por meio da promoção e organização de eventos culturais, de educação e de lazer, para a valorização, a divulgação, a preservação da cultura popular e o incremento do turismo local, com base nos princípios do desenvolvimento sustentável. Também promove e estimula a produção artística brasileira, especificamente, a nordestina, recorrendo à valorização dos recursos humanos e conteúdos locais. A entidade não tem fins lucrativos; promove, ainda, cursos e atividades nas áreas de formação profissional, cultural, educacional e social para associados e para o público em geral.


Siga o São João na Rede Festival nas redes sociais:
YouTube: São João na Rede
Instagram: @saojoaonaredefestival
Facebook: facebook/saojoaonaredefestival


Ana Celia Macedo
Bacharela em Comunicação Social, pela Uninassau João Pessoa (PB). É Jornalista especializada em Turismo e membro da Associação Brasileira de Jornalistas e Escritores de Turismo seccional Paraíba (Abrajet PB). Durante sete anos foi editora do site de Comunicação para o Turismo, O Concierge, por onde também lançou a revista com o mesmo nome e idealizou e produziu o Fórum Estratégias Inteligentes para um Turismo Ágil (Eita). Adora contar histórias, viajar e escrever sobre suas experiências de viagens dentro e fora do Brasil e por causa disso criou o blog Minuto Turismo, onde também escreve sobre economia criativa, produção associada ao Turismo e sua cadeia produtiva. Simultaneamente, Ana Célia atua como assessora de imprensa e de comunicação, bem como na produção intelectual, escrevendo textos para livros e revistas, blogs, sites, e-books, podcasts, spots, palestras, copy, cursos on-line, projetos e relatórios. Comprometida com a transformação social e espiritual do ser humano, ano passado, se tornou graduanda em Teologia na Faculdade Internacional Cidade Viva João Pessoa (PB). Contato: ana@minutoturismo.com.br

Deixe um comentário