Projeto Gafieira traz shows de Maria Sem Vergonha, Os Fulano e Império do Samba

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) realiza, neste domingo (23), a segunda edição do projeto Gafieira. A tarde começa com apresentação da Escola de Samba Império do Samba. Em seguida, o forró toma conta do ambiente com shows de Maria Sem Vergonha e Os Fulano. A entrada é gratuita e o evento ocupa a pracinha do estacionamento do Espaço Cultural José Lins do Rego, a partir das 16h30 e conta, ainda, com a participação de professores e alunos da Iandê – Escola de Artes e Centro Cultural, além das duplas Helyne e Alexandre, Soneca e Hercília.

Comum nos subúrbios cariocas, a Gafieira é associada aos bailes populares, tendo o samba, o arrasta-pé e a boemia como raízes. Nessa energia, dançarinos e dançarinas de dança de salão estarão junto ao público, interagindo e convidando a dançar, além de dar oportunidade a quem sempre quis aprender dança de salão, mas acha difícil e tem vergonha de arriscar uns passos.

Um ponto de destaque do projeto é o incentivo para que a população possa conhecer o Espaço Cultural, além de ocupar a área externa, oferecendo uma atração ao público que frequenta o local nos finais de semana. As edições acontecerão quinzenalmente, sempre aos domingos, trazendo uma personalidade do samba ou forró, além de escola de dança convidada para promover interação entre dançarinos profissionais e o público.

Os Fulano – O grupo está na estrada há mais de 10 anos. São quatro músicos unidos por uma paixão em comum: a cultura popular nordestina. Num caldeirão de ritmos regionais cabe o acordeon de Lucas, a zabumba de Thiago, o triângulo de Betinho, o cavaquinho de Jader para fazer o ‘forrobodó’. Quando eles tocam dá para visualizar os folguedos populares, a beleza nordestina e o espírito de folia cheio de verdade e essência. Os Fulano é um terreiro rico de alegria e poesia que convida o povo para dançar e celebrar a música paraibana, que não tem idade.

Maria sem Vergonha – O trio surgiu em 2018, a partir da experiência e vontade de três musicistas em trabalhar com o forró, gênero musical característico da região Nordeste do Brasil. Em seu repertório cantam sucessos de Luiz Gonzaga, Jackson do pandeiro, Antônio Barros e Cecéu, Marinês, Dominguinhos, Anastácia, entre outros nomes que são importantes nesse cenário musical. Além disso, trazem nomes da cena atual e trabalhos autorais, em um processo de ressignificação e releitura do forró. Na sua formação tem o acordeom e voz de Carol Benigno, a flauta transversal, triângulo e voz de Nívea Maria, e a zabumba e pandeiro de Katiusca Lamara.

Escola de Samba Império do Samba – Fundada em novembro de 2004, no bairro baixo Roger, por seis vezes foi campeã no carnaval pessoense. Seu trabalho vai além do espetáculo carnavalesco, pois atua junto à comunidade enquanto instrumento de promoção social, além de levar alimento às famílias com dificuldade e carência financeira. Um dos projetos visa a formação de jovens da comunidade para que possam ter oportunidades no mercado de trabalho e também preparando-os para fazer parte do mundo do carnaval, como é o caso dos ritmistas que são treinados para compor a bateria, as passistas e os mestres-salas das porta-bandeiras, aderecistas, costureiros e os demais profissionais.

Serviço

Projeto Gafieira

Data: 23/10, 16h30

Abertura: Escola de Samba Império do Samba

Shows: Maria Sem Vergonha | Os Fulano

Local: Praça do estacionamento do Espaço Cultural

Participação: Iandê – Escola de Artes e Centro Cultural

  • Helyne e Alexandre
  • Soneca e Hercília

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook
Telegram
Email
X
LinkedIn

Deixe um comentário

Área reservada para anuncio

378 x 296
🎙️MinutoCast