NewsTurismo

Turistas brasileiros gastam em média US$ 2 mil em viagens para os EUA

Levantamento revelou também que 42% das viagens ao país norte-americano têm duração entre 8 e 14 dias

Família brasileira de férias nos EUA / G1

Um levantamento realizado pela Nomad, fintech que facilita o acesso dos brasileiros a uma vida financeira global, mostrou que os brasileiros costumam gastar em média US$2,198,91 durante viagens pelos Estados Unidos. Além de ser um destino turístico, o país costuma ser o lugar preferido para quem gosta de realizar compras.

Entre os produtos mais procurados se destacam as roupas, eletrônicos, brinquedos e cosméticos. A loja da Apple lidera o ranking das compras dos clientes da Nomad. O gasto médio em lojas da marca é de US$ 1.229,76 e o item mais procurado é o iPhone, devido à diferença no valor dos eletrônicos da marca nos dois países. A loja de departamento Ross Dress For Less é a segunda mais popular entre os usuários da conta digital, seguida pela rede de supermercados Walmart e Best Buy. O levantamento também revelou que 42% das viagens aos Estados Unidos costumam durar até 2 semanas, enquanto 27% delas são de até 7 dias.

Além disso, a pesquisa também revelou dados do comportamento dos viajantes para outros destinos. Cerca de 80% das viagens para a Europa duram mais de 1 semana e a média de gastos fica em torno de US$ 1.512,22.

“As viagens para o continente europeu tendem a ser mais longas, pois muitos brasileiros costumam aproveitar a viagem para conhecer mais de um destino, já que os países são próximos”, explica Lucas Vargas, CEO da Nomad.

divulgação

Já viagens para a América Latina costumam ser um pouco mais curtas: 58% delas têm duração de até uma semana e os gastos costumam variar entre US$ 712,95 na América do Sul e US$ 853,12 na América Central. Enquanto isso, 70% das visitas para o continente asiático duram 2 semanas ou mais, com gastos médios de US$1,399,65.

O levantamento reuniu e cruzou dados de mais de 260 mil clientes da empresa que realizaram viagens internacionais nos últimos 12 meses.

“A partir desses dados podemos entender o comportamento dos turistas brasileiros no exterior e prever algumas tendências de consumo. Uma das nossas percepções é que, ainda que muitos viajantes levem dólares na carteira, há um aumento no número de clientes que preferem viajar apenas com o cartão da Nomad, com a possibilidade de fazer saques nos mais de 180 países em que o cartão é aceito”, explica Vargas.

SOBRE A NOMAD

A Nomad é uma fintech brasileira criada em 2019 com o objetivo de facilitar o acesso dos brasileiros a uma vida financeira global, oferecendo aos clientes simplicidade, segurança e economia nas transações internacionais. Por meio do app, a empresa oferece soluções financeiras como a contratação de operações de câmbio, conta bancária americana e acesso a investimentos internacionais, incluindo ações e ETFs negociados nas principais bolsas americanas. Com a Nomad, os clientes podem construir seu patrimônio financeiro em dólar, além de realizar transferências internacionais e compras internacionais com IOF reduzido, que pode gerar economia de até 10%, quando comparado com um cartão emitido no Brasil. O cartão Nomad é aceito em mais de 180 países para compras presenciais e virtuais, além de permitir saques em caixas eletrônicos (ATMs). Os serviços de investimento oferecidos pela Nomad são intermediados pela Mogno Capital DTVM Ltda. Mais informações em: www.nomadglobal.com

Assessoria

Ana Celia Macedo
Ana Célia Macêdo é bacharela em Comunicação Social, com habilitação em jornalismo, pela Uninassau João Pessoa (PB) e Teóloga pela Faculdade Internacional Cidade Viva (PB). É membro da Abrajet e da API. Por sete anos foi editora do site de Comunicação para o Turismo e revista O Concierge. Também idealizou e produziu o Fórum Estratégias Inteligentes para um Turismo Ágil (Eita). Ana Célia, adora contar histórias, viajar e escrever sobre suas experiências de viagens dentro e fora do Brasil e por causa disso criou o blog Minuto Turismo, onde também escreve sobre sustentabilidade, economia criativa, produção associada ao Turismo e sua cadeia produtiva. Simultaneamente, a jornalista atua como assessora de imprensa, bem como desempenha atividades de produção intelectual. Ela é pesquisadora no campo da inovação para o Turismo, seu projeto Guias de Turismo em Rede, foi selecionado para participar do Incoday, junto a outras 13 ideias de projetos de pesquisa e desenvolvimento em colaboração, do Brasil e exterior. O Projeto, ou seja, a plataforma “We Guide” (Solução para contratação do serviço do guia de turismo), também foi selecionada para compor as 12 startups iniciais do Parque Tecnológico Horizontes de Inovação em João Pessoa na Paraíba. Contato: ana@minutoturismo.com.br

Deixe um comentário